TRILHA COM CACHORRO

Tudo que você precisa saber antes de se aventurar com seu cachorro!



Sair da rotina, respirar ar puro, pisar na terra e se conectar com a natureza é uma delícia, e ao lado dos nossos amigos de quatro patas é ainda mais especial.


O contato com a natureza é extremamente benéfico aos cães, e se aventurar com a gente é algo que eles amam. Mas não é só sair por aí entrando na mata em busca de aventuras, alguns cuidados são indispensáveis na hora de trilhar com seu peludo.


Trouxemos algumas dicas valiosas para te ajudar a planejar muitas aventuras!


COMO ESCOLHER O ROTEIRO IDEAL

A primeira coisa é definir o roteiro, para onde irão e quanto tempo vai durar.

Em viagens que incluam hospedagens, obviamente é necessário verificar com o hotel, pousada ou imóvel que será alugado, se aceita animais. Lembre-se sempre de informar a raça, porte e quantidade de animais, para confirmar que não existem restrições, pois alguns locais aceitam apenas cães de pequeno porte ou não aceitam vários cães por exemplo. No portal da Turismo 4 Patas você encontra muitas opções de hotéis e pousadas pet friendly.


Sempre confirme antes de ir. Além de escolher a hospedagem pense em quais serão os passeios que vocês farão e verifique com cada um se é possível ter a companhia do seu peludo. Planeje antecipadamente onde serão as refeições, as paradas na estrada e todos os lugares que pretende visitar.


No Brasil as praias (com algumas exceções como RJ e Natal-RN) não permitem cães, você pode até ir (eu mesma já fui com os meus algumas vezes) mas esteja ciente que poderá ser convidado a ser retirar e até mesmo receber uma multa. A maioria dos parques estaduais e nacionais também não permitem a entrada de cães, faça contato com o local antes de sair de casa para verificar, ok?


Muitas trilhas encontram-se propriedades privada, como parques, fazendas, sítios e campings, e podem ser ótimos locais para visitar com seu peludo, pois muitos deles aceitam animais. Mas novamente, sempre entre em contato com o local para confirmar antes de pegar a estrada.


Existem alguns hotéis e pousadas especializados em receber nossos peludos, onde os cães não são apenas aceitos, são o foco da diversão. Como a Pousada Gaia Viva em Igaratá-SP e a Pousada Le Ange no RJ.


Verifique sempre se a distância que irão caminhar e o nível de dificuldade estão adequados a você e ao peludo. Cães sedentários ou que praticam pouca atividade física devem começar sempre com roteiros curtos e fáceis, comece com pequenas distancias e vá aumentando gradualmente as distâncias e intensidades.

Lembre-se que obstáculos fáceis para nós, como pontes de grades, caminhar sobre espaços estreitos ou cruzar um rio com água nos joelhos, podem ser muito difíceis e perigosos para alguns cães. Procure levá-lo apenas a locais que você já conhece ou que já seja adaptado para receber cães.


Mantenha os check-ups veterinários em dia e sempre certifique de que seu animal está bem de saúde antes de se aventurar.


Veja dicas de como transportar seu cachorro no carro clicando aqui.


AVENTURAS EM GRUPO OU INDIVIDUAIS

Esta escolha depende do seu perfil, e do cão, e das preferências de vocês. Alguns (cães e pessoas) preferem a animação dos passeios em grupos, outros preferem o sossego de uma caminhada no silêncio.

O ideal é fazer trilhas sempre acompanhado de um guia que conheça bem o local, além de não correr o risco de se perder certamente os conhecimentos e informações que um guia profissional agregam vão enriquecer muito sua experiência.

Mesmo em locais bem sinalizados, fáceis e que não exigem um guia especializado, nunca entre para fazer uma trilha sozinho, sem companhia de outros humanos. Ainda que o percurso seja muito curto, que você ache que não existe risco, não faça isso. Você pode escorregar e cair, pode sentir-se mal, pode torcer um pé, enfim, mil coisas podem acontecer e não vai ser nada legal se você estiver sem um humano para te ajudar. Trilha sempre com companhia, ok?


Passeios em grupo são animados e podem ser uma ótima opção para cães (e pessoas rsrs) socializados e que gostem de estar com outros cães. Antes de participar de uma trilha ou viagem em grupo com seu cão certifique-se de que ele gosta de estar em contato com outros cães e pessoas desconhecidas, que não demonstra medo ou agressividade, e que sente-se confortável em grupos. Uma boa dica é começar visitando parques com espaços para cães, assim você observa o comportamento do seu cão e ele vai se acostumando aos poucos.


Participar de eventos e viagens especialmente planejados para grupos de cães tem muitas vantagens, as trilhas já foram testadas e adaptadas, você conta com monitores de apoio especializados em comportamento animal, recebe toda orientação e apoio necessário antes e durante o passeio e ainda faz novos amigos! Não é demais?


Foto: acervo Cãomigo

Algumas empresas são especialistas em aventuras caninas e oferecem roteiros totalmente desenvolvidos para os cães. Recomendamos a Cãomigo (nós mesmos kkkk) e a Turismo 4 Patas.


Cuidado com grupos onde nem todos estão acompanhados de cães, nem todas as pessoas gostam de cães, alguns têm medo, alergias e até fobia, é fundamental respeitar o espaço das outras pessoas, e essa obrigação é sua, seu animal não tem como saber disso. Atenção também com crianças, as crianças tendem a ter um toque mais forte que nós adultos e podem até mesmo puxar os pelos ou o rabo do animal, por outro lado nem todos os cães gostam de crianças, podem tentar roubar comida da criança (é mais fácil, está mais baixo) e até mesmo sem perceber um cachorro pode correr e atropelar uma criança, e tudo isso pode causar acidentes. Todo cuidado é pouco!


OBSERVE SEMPRE SEU ANIMAL

Observar a natureza é maravilhoso, mas nada de se empolgar tirando fotos e esquecer do peludo hein? É muito importante estar o tempo todo atento ao seu animal, observar os sinas corporais (recomendo estudar sobre linguagem canina - tem muito conteúdo bom na internet) para saber se ele está confortável e feliz na situação, observe se ele não esta com medo, não sente-se ameaçado ou mesmo cansado. Se perceber que ele está desconfortável em alguma situação ajude-o, é sua função cuidar e proteger.


CUIDADO COM DIAS QUENTES

Dias de verão são lindos e perfeitos para um passeio no mato, certo? Bom, nem sempre!!!

Os cães são bastante sensíveis ao calor e a hipertermia (aumento da temperatura corporal) é bastante perigoso. Procure fazer atividades nos horários mais frescos do dia, procure por trilhas com bastante sombra e se possível com bastante água para se molhar e refrescar. Evite percursos longos, no calor trilhas curtinhas e bastante banho de rio, ou lago, é o ideal.

Cães de focinho achatado (braquicefálicos) requerem atenção redobrada. Devem sempre devem fazer percursos curtos e apenas em dias frios, no calor nem pensar, ok?

Leia mais sobre como aproveitar o verão com seu peludo clicando aqui.


Foto: Pixabay


O QUE LEVAR

Uma mochilinha de trilha de é sempre necessária, mas deve ser leve e confortável para não incomodar e atrapalhar o passeio.

Carregue sempre (SEMPRE!) água fresca e ofereça frequentemente para seu cão, hidratação é fundamental!


Os cães devem permanecer o tempo todo de coleira com identificação. Mesmo em locais onde seu cão possa ficar solto e aproveitar para correr tenha sempre em mãos a guia para prendê-lo quando necessário.


Carregue sempre um kit de primeiros socorros básico e tenha sempre um plano de emergência. Em qualquer viagem, ou mesmo passeio curto, é fundamental ter contato de veterinários próximos (pelo menos dois), endereço de farmácias, clínicas veterinárias (verifique sempre horário de funcionamento) e hospital humano mais próximo. Tenha tudo anotado não só no celular, mas em outros aparelhos ou mesmo no papel, afinal nunca sabemos quando o celular pode acabar a bateria ou cair na água, não é mesmo? Pode parecer exagero, mas essas precauções são as mínimas necessárias. Desejo que nunca precisem, mas se precisarem é importante estar preparado.


NÃO ESQUEÇA O REPELENTE

Os animais fazem parte da natureza, inclusive aqueles bichinhos chatos e desagradáveis, como pulgas, carrapatos e mosquitos. Existem várias formas de proteger seu animal sem ter que abrir mão da diversão, como coleiras, comprimidos, pipetas e sprays, que podem ser usados sozinhos ao associados. Cada animal se adapta melhor a um tipo de produto, o que funciona para o cachorro do seu amigo pode não ser a melhor opção para o seu, consulte sempre seu veterinário para lhe auxiliar a escolher a melhor opção para o seu animal.


Se precisar de ajuda para programar sua auventura, ou estiver procurando um animado para participar, fale com a gente, eu e o Bob estamos prontos para te ajudar!



Sharlene e Bob

Veja mais dicas na nossa live no Instagram.


DIVIRTA-SE

Tudo pronto, tudo preparado, agora é só curtir!!!Desligue da rotina, desconecte-se da internet, ouça a natureza, tire os sapatos, pise na terra, deite na grama, curta a natureza e o seu peludo. Sorria, relaxe, ame, viva!!!

face aquarela.png
insta aquarela.png

Fale com a Cãomigo

pelo WhatsApp

WhatsApp_Logo_1.png
mi-au.jpeg