COMO ESCOLHER A POUSADA PET FRIENDLY IDEAL?

Dicas para escolher a hospedagem ideal para viajar com seu cachorro.


Viajar com nossos dogs é uma delícia, né? Mas escolher a hospedagem perfeita pode não ser tão simples assim, e pode transformar a viagem dos sonhos em pesadelo.


Não basta o hotel ou a pousada ter um selinho dizendo que é pet friendly, hotel pet friendly não é tudo igual. Receber é diferente de aceitar. Conheça antecipadamente a política pet friendly do hotel/pousada antes de fazer sua reserva, é importante avaliar se a forma como o local recebe os cães atende ao que você espera.


Trouxemos algumas dicas para te ajudar a fazer uma boa escolha e ter uma viagem incrível com seu pet.


Para começar leia nosso artigo sobre como viajar de carro com cachorro.


Bom, antes de escolher a hospedagem escolhemos o destino, e será que este destino é adequado ao pet? Algumas perguntas para se fazer antes de definir um destino para viajar com pets:


- A intenção é ficar apenas no hotel/pousada, ou sair e conhecer a cidade?

Se for sair para conhecer a região é preciso avaliar se os demais lugares também aceitam pets, como passeios, atrações turísticas e restaurantes.


Veja nesta matéria Dicas para montar seu roteiro Pet Friendly.


- O hotel permite que o animal fique sozinho no quarto?

Alguns hotéis não permitem que os animais fiquem sozinhos nos quartos, neste caso é importante assegurar que sua toda sua programação será adequada para ele.


- Quais são as restrições?

Muitos hotéis possuem restrições de tamanho, aceitam apenas pets de pequeno ou médio porte, alguns só permitem que circulem no colo, também podem existir limitações de raças, espécies ou quantidade. Se você, assim como eu, possui mais de um peludo, confirme se há restrições para quantidade de animais, a maioria dos hotéis possui restrições neste sentido, então certifique-se antes de fazer a reserva.


- Quais os protocolos e exigências de higiene?

Atenção aos procedimentos de higiene e segurança sempre foi importante, mas em tempos de Covid a atenção é ainda maior. Os protocolos de higienização são importantes para humanos e para os pets também. As acomodações costumam exigir carteira de vacinação atualizada, e isso é bem importante, assim como a utilização de antiparasitários e repelentes, esteja sempre com a carteira de vacinas em dia e em mãos. Mantenha a higiene do local sempre, faça sua parte, ok?


- Como é a estrutura física e onde meu pet pode circular?


Procure saber sobre a estrutura física do hotel e se ela se adequa a sua necessidade e do seu pet. Detalhes como escadas podem ser complicados se você tem um animal que usa cadeira de rodas, ou tem problemas de coluna, ou alguma restrição de mobilidade, por exemplo.

Meus pets não têm problemas em subir ou descer escadas, mas já me hospedei em uma casa onde a escada não tinha corrimão ou proteção, e uma das minhas filhas de quatro patas é bastante atrapalhada. Resultado, acabei passando o final de semana inteiro subindo e descendo a escada com ela (que tem 19kg) no colo, nada que tenha atrapalhado a viagem, mas minhas costas poderiam ter sido poupadas se eu tivesse tido mais atenção.


Verifique se há local para fazer as refeições junto do seu pet. A maioria dos hotéis não permite a entrada de animais nos restaurantes, mas alguns possuem mesas em áreas externas, ou locais separados onde é possível fazer as refeições ao lado do seu melhor amigo, oq eu resolve super bem. Em outros locais é preciso deixar o pet no quarto enquanto faz as refeições, neste caso analise se o seu peludo é tranquilo e acostumado a ficar sozinho em lugares desconhecidos. Aqui esta opção funciona bem, mas se o quarto tiver geladeira ou frigobar preciso impedir o acesso, porque a Cindy sabe abrir e roubar comida, uma vez durante uma viagem eu sai por meia hora para tomar café da manhã e ela abriu o frigobar e comeu a comida do dia todo, ainda bem que era comida deles mesmo.


Cuidado com hotéis onde não há lugar para fazer as refeições com seu pet, e também não é permitido deixá-lo sozinho no quarto. Pode parecer contraditório, mas acredite, isso acontece! Sempre que vejo essas regras fico me perguntando "tá, e faço o que com o cachorro preciso ir comer?"


- Onde o peludo vai dormir?

Procure por locais que sejam adequados a rotina do seu pet. Aqui os meus filhos de quatro patas dormem no nosso quarto, e por isso só vamos a lugares onde eles fiquem conosco. A maioria das hospedagens não permitem que os pets subam na cama e/ou utilizem as roupas de cama e banho, verifique sempre estes itens, e leve sempre a cama e cobertor do seu peludo.



Por outro lado, que cães que estejam acostumados a dormir no quintal, longe dos tutores, podem ficar bem dormindo em um canil, por exemplo. Neste caso verifique se o local é totalmente cercado, sem pontos que ele possa escapar, se é bem protegido do frio/calor/chuva.


Cada caso é um caso, avalie o que é o ideal para você e para seu pet, e muito importante, verifique sempre se ele está se sentindo bem e confortável com o local/situação.


- Há taxas adicionais?

Alguns hotéis e pousadas cobram taxas extras para os pets, que pode ser por dia ou um valor fixo pela hospedagem. Esteja atento, verifique antes e evite surpresas na sua conta.


Não acredite apenas nas fotos que vê nas redes sociais.

Uma das críticas mais comuns que recebo é de pessoas que veem fotos do hotel no Instagram, com cachorros de todos os tamanhos, alguns correndo soltos, pulando na piscina...mas na realidade não é bem assim. Quando leem as regras, as vezes só quando chegam ao local, é que descobrem que não podem circular com os cães soltos, não podem usar a piscina, ou mesmo até mesmo que o local não aceita cães acima de determinado tamanho. Isso infelizmente acontece e muito, os pet influencers têm total liberdade, mas os outros precisam seguir as regras, por isso é importante ler sempre a política pet friendly do hotel, se tiver dúvidas, consulte antes.


Recentemente vi o perfil de uma pousada no Instagram, me animei porque além de estar escrito que são pet friendly também tinha fotos de um golden bem grande nadando, correndo e brincando, a pousada é bem bonita e fui para o site, mas quando fui ler a política pet descobri que a mesma pousada só aceita pets de até 8kg! Pois é, aquele golden das fotos certamente tinha muito mais do que isso.



Faça sua parte!

Tenha bom senso e ajude a ganharmos cada vez mais espaços pet friendly. Ter cães educados e bom senso durante as viagens com pets é fundamental para conquistarmos nosso espaço. Tome muito cuidado com as instalações do hotel, não deixe nenhum tipo de sujeira, evite barulhos excessivos, impeça qualquer dano ao estabelecimento, respeite sempre a equipe e os demais hóspedes.

É nossa responsabilidade como tutores mantermos um bom convívio em todos os locais que frequentamos, para que possamos ser bem recebidos sempre.


Aqui em nosso blog e na nossa coluna Bicho Viaja recomendamos sempre hotéis e pousadas pet friendly que aprovamos, acompanhe a gente para sempre receber todas as dicas.


Conheça nossos roteiros e aventuras pet friendly e venha viajar com a gente! Clique aqui para ver nossos próximos eventos.


Gostou das dicas?

Indique este texto para outros cachorreiros e vamos tornar esse mundo mais pet friendly!!!

Posts recentes

Ver tudo

Fale com a Cãomigo

pelo WhatsApp

Instagram da Cãomigo.png
Pinterest cachorro Cãomigo.png

E-mail: contato@caomigopet.com.br

Telefone: (15) 99630-1354

PARCEIROS

jeni.png
mi-au.jpeg
logo rique copy.png
diario do turismo viagens .jpg
Positivo_Laranja_vertical.jpg
Logo_bigudis_fundo branco.png