top of page

ROTEIRO PET FRIENDLY EM CAPITÓLIO

Tudo o que você precisa saber para conhecer Capitólio com seu cachorro.


familia casal com cachorros no mirante dos canyons em capitólio
Parque Mirante dos Canyons

Capitólio com certeza entrou na minha lista de lugares preferidos, tem tudo que mais amo, natureza, rios, cachoeiras, cânions, e muita diversão pet friendly.


O que você vai encontrar neste artigo:


Passeio de lancha


Capitólio

A pequena cidade mineira é banhada pelo Lago de Furnas, também conhecido como “Mar de Minas”, fica coladinha na Serra da Canastra e oferece aos turistas trilhas, cachoeiras, mirantes, cânions, piscinas naturais e paisagens de tirar o fôlego. Além de muitas opções pet friendly!


Capitólio fica a aproximadamente 280 km de Belo Horizonte e 440 km da capital paulista, e já está entre os destinos preferidos de quem busca ecoturismo, e tem tudo para se tornar uma referência em turismo pet friendly.


O Lago da Represa de Furnas é a principal atração da cidade, e até ganhou fama de mar, sendo conhecido como "Mar de Minas" pela sua grandiosidade e beleza. Com uma área de 1440km² o Lago de Furnas ostenta belíssimos cânions e uma água verde esmeralda que dá vontade de se jogar. Apesar de ser o atrativo mais procurado de Capitólio, certamente não é o único, pois seu entorno é formado por rios, paredões e lindas cachoeiras, que oferecem lindas paisagens e muita aventura.


Passeio de lancha

A melhor forma de conhecer o “Mar de Minas” é sem dúvida fazendo um passeio de lancha. Muitas empresas realizam os passeios, e os roteiros e preços são bastante semelhantes. Existem roteiros com duração de 3h, 4h e 7 horas, além dos passeios privativos onde você pode montar o seu roteiro do seu jeitinho. Como fui sem os pestinhas acabei optando pelo passeio mais curto, o de três horas, que passa pela Cascatinha e Vale dos Tucanos e faz uma parada na Lagoa Azul, nos Cânions e em um bar flutuante.

Pagamos R$ 100 reais por pessoa em uma lancha com outras 12 pessoas, totalizando 14 passageiros.


As lanchas partem da Ponte do Rio Turvo, na Rodovia MG 050, km 306, há aproximadamente 25 km do centro de Capitólio. De lá saem lanchas e catamarãs de várias empresas, como fomos em um dia de semana bastante tranquilo, foi só chegar e contratar o serviço, mas aos finais de semana e feriados a procura é bem grande, e recomendo sempre que agende com antecedência.


Eu queria muito levar os dogs para o passeio de lancha, pesquisei com várias empresas e é totalmente possível levar os pets. Todas as empresas que consultei estavam dispostas a fazer o passeio com os os dogs, desde que fosse o passeio privativo, os valores neste caso variavam entre R$ 800 e R$ 2000, para a família toda em uma lancha só nossa.


Mas analisando o comportamento deles durante a viagem, e o histórico de outras viagens, optei por não fazer o passeio com eles. Já tentamos andar de caiaque e bote com eles e a Cacau e o Bob demonstraram sempre bastante medo (mesmo motivo pelo qual nunca fizemos rafting com eles), a Cindy não tem muita firmeza nas patinhas devido a artrose e outros probleminhas, e o balanço da lancha seria um problema, ainda mais porque aqui são dois cachorros para cada humano, né?

Ficamos com medo de ir até lá e eles odiarem o passeio, não ficarem confortáveis, e eu jamais os forço a situações que não estejam gostando sem necessidade. Então, apesar da minha vontade de levá-los, deixamos eles em casa e curtimos o passeio sozinhos.



Se seu dog é mais destemido, e acostumado a água, o passeio de lancha com ele pode ser muito legal e as empresas aceitam os pets.


Cachoeira da Capivara

Visitamos no primeiro dia e já ficamos apaixonados! Só ela já valeria a viagem.

A Cachoeira da Capivara na verdade é um complexo ecológico onde existem duas cachoeiras, a Cachoeira da Capivara que dá nome ao parque, e a Cachoeira da Pedra Ancorada, além de 40 piscinas naturais, com poços que formam verdadeiros ofurôs da natureza.


mulher toma banho em um ofuro natural e cachorro olha de longe, em parque da cachoeira da capivara em capitolio
Ofurôs naturais na Cachoeira da Capivara

Fomos muito bem recebidos com os cães, que puderam brincar e aproveitar muito as trilhas e o rio, Bob e Bella nadaram até quase criar escamas. O rio tem partes rasinhas onde podem só molhar as patas, e poços fundos onde eles, e nós, podemos nadar, além de uma paisagem simplesmente sensacional.

familia pet friendly na cachoeira da capivara

As trilhas são autoguiadas, de fácil acesso e com placas que indicam os caminhos. Próximos as cachoeiras ficam alguns monitores, que auxiliam orientando, e principalmente cuidam da segurança dos visitantes. Há corda e boias salva-vidas para emergências, e os monitores são equipados com rádios para comunicação entre eles e com a base. Há monitoramento do nível do rio o tempo todo, para evitar surpresas com trombas d´água, e “saídas” de emergência, que são escadas que levam para um nível mais alto e longe do rio.

homem e cachorro na cachoeira da capivara

Gostamos tanto do local, e nos sentimos tão seguros, que em outro dia da viagem, quando o tempo estava duvidoso e com previsão de chuva, nós voltamos e repetimos este passeio. Não nos arrependemos, pois aproveitamos muito novamente, e a natureza é tão maravilhosa que a cada visita olhamos de uma forma diferente, vemos coisas diferentes e temos novas sensações. Na segunda visita meus dogs estavam já mais habituados ao tipo de passeio, mais acostumados com a água, e curtiram mais ainda.


Enquanto Bob e Bella nadavam sem parar atrás do fic-fic (o brinquedo vermelho que ele ama), Cindy aproveitava o rasinho e a Cacau queria era distância da água. kkkkk


O local tem restaurante, uma lojinha com alguns produtos regionais e banheiros. A comida é muuuuito boa, comidinha mineira sabe? Vale a pena almoçar por lá, e levar doce de leite pra casa também.


Custa R$ 40 por pessoa e funciona todos os dias.


Canela de Ema

O Canela de Ema é mais um complexo ecológico lindo, que amamos visitar. No Canela de Ema também passa um rio lindo e de águas cristalinas, com partes rasas e poços para banhos, um lindo cânion e cachoeira.



As trilhas são curtinhas e autoguiadas, com placas indicativas, mas com descidas e subidas íngremes. Um das trilhas leva até uma linda cachoeira, e antes dela um poço para banho bem gostoso onde o Bob e Bella nadaram um montão. Ali tinha uma sombra gostosa e ficamos um tempão curtindo a água e descansando. Foi umd os lugares que mais gostamos, e que os dogs mais aproveitaram!


A outra trilha é a Trilha Verde, onde vamos caminhando com os pés na água até um poço, ótimo para banho.


O lugar é lindo e o atendimento é excelente, fomos muito bem recebidos, tem monitor na cachoeira e o almoço é delicioso. Curtimos muito mesmo, e empatado com a Cachoeira da Capivara, posso dizer que foram os dois lugares que mais amamos.


O valor para visitação é R$ 40 por pessoa, e você também pode fechar o pacote com almoço por R$ 70 por pessoa, foi o que fizemos, e vale super a pena. O local abre de terça a domingo.


Mirante dos Canyons

Eu estava ansiosa para conhecer os principais cartões postais da cidade, o famoso Mirante dos Canyons, conhecida como a vista mais bonita da cidade, o local realmente não desaponta, é muito lindo!



No parque tem o mirante principal, provavelmente o ponto mais fotografado da cidade, mais um mirante lindo que é o Mirante Escondido, de onde temos visão do Lago de Furnas de um outro ângulo, uma ponte suspensa super charmosa (a Bellinha ficou com medo), e piscinas naturais pra refrescar.


Os mirantes valem a visita, afinal ir até lá e não ver o principal cartão postal seria um sacrilégio. A piscina natural ajuda a aliviar o calor, é segura com cordas sinalizando onde podemos ficar e monitores orientando, mas é pequena e não tão boa para banho como as dos outros parques.


O lugar é lindo e parada obrigatória, principalmente para quem vai a Capitólio pela primeira vez, rende fotos lindas, mas não é onde meus cães mais aproveitaram.


O parque tem um restaurante onde comemos uma salada de frutas bem gostosa de frente para os cânions, é uma experiência muito bacana.


O Parque Mirante dos Canyons é bastante procurado aos feriados e finais de semana, então preferimos ir durante a semana e chegar bem cedinho, essa é uma boa dica para evitar filas nos mirantes, que chegam a ter uma longa fila de esperada para quem quer tirar uma foto. A dica é chegar cedo, e se possível ir durante a semana.


Preço R$ 40 por pessoa, aberto todos os dias.


Cachoeira do Lobo

Conhecemos também a Cachoeira do Lobo, que fica na estrada sentido Guapé, há aproximadamente 16km do centro de Capitólio.

O local tem piscina, vestiários, restaurantes e chalés, com uma trilha curtinha em torno de 350 metros, para se chegar à cachoeira. Pode ser um bom passeio para quem viaja com crianças, vimos várias crianças por lá.


A trilha é fácil e o local muito bonito e bem cuidado, mas a cachoeira tem um poço fundo e é obrigatório o uso de coletes salva-vidas para entrar, com pedras escorregadias em volta. Então conhecemos a cachoeira, olhamos de longe, e ficamos curtindo uma “prainha” que forma na beira do rio, onde os dogs nadaram e brincaram bastante, e eu me acabei de comer pitangas direto do pé.


Preço R$ 40 por pessoa.



Cachoeira do Vale

Um local lindíssimo e pouco conhecido ainda, que vale muito a pena conhecer, é a Cachoeira do Vale. A estrutura, diferente dos demais, é bem simples, com menor estrutura. O local é familiar e um guia muito simpático acompanha os visitantes pela trilha.


cachorra na agua cachoeira do vale capitolio
Bellinha curtindo as piscinas naturais da cachoeira do vale em capitolio

Encontramos o lugar meio que “por acaso”, era domingo e eu buscava um local sem muitas pessoas, afinal a pandemia não foi totalmente embora. Vimos um outdoor na estrada e resolvemos parar, foi uma ótima surpresa.


Chegamos com os cães, fizemos a parte seca da trilha, que é pela montanha beirando a estrada, com vista para os cânions, e chegamos a um riacho com piscinas naturais lindíssimas, com água cristalina e pedras branquinhas no fundo, lindo demais. A trilha a partir dali é beirando o rio e por dentro dele.

As piscinas naturais são ótimas para ficar com os cães, mas a trilha complica um pouco mais pra frente e optamos por levar os dogs embora e voltar para conhecer a cachoeira.

Foi uma decisão acertada, em vários pontos não seria possível passar com os cães, pois é preciso segurar em cordas e correntes e passar por espaços estreitos e altos. Mas não se assuste, para humanos, pelo menos para quem é acostumado a trilhas e aventuras, o acesso é fácil e sem dúvida vale muito a pena. A Cachoeira do Vale é lindíssima, com uma água verdinha que parece até filtro do Instagram, realmente vale o esforço, mas sem os pets.


Preço R$ 20, aberto de quarta a domingo.


Morro do Chapéu

Para quem curte uma aventura off road, e não tem dó de botar o carro na estrada de terra, vale a pena conhecer o Morro do Chapéu.

O Localizado há aproximadamente 12km de Capitólio, o Morro do Chapéu fica a 1293 metros de altitudes, e é um dos pontos mais altos da região. Lá em cima a atração é a paisagem, tem uma torre, uma pequena capela (estava fechada quando fomos) e uma vista simplesmente sensacional!


O caminho não é longo, mas é muito acidentado, ideal para veículos 4x4, nós com um SUV que não é 4x4 quase ficamos no caminho, ainda não sei como conseguimos chegar. Mas valeu o esforço (e o medo de deixar o assoalho do carro no caminho), pois a vista vale a pena!


Este passeio foi muito mais para os humanos do que para os dogs, que ficaram dormindo no carro a ida e a volta, e saíram só pra passear um pouco lá em cima. Sugestão é fazer este passeio depois de algum onde os cães tenham brincado, corrido e nadado bastante, assim vão estar calmos e tranquilos, afinal não vão aproveitar tanto assim.


Se teu carro não for 4x4 melhor contratar o passeio com uma agência.


Gratuito.


Trilha do Sol

Para fechar a viagem com chave de ouro fomos visitar a Trilha do Sol. O lugar é mesmo lindo, e tem duas cachoeiras e um poço perfeito para banho. As trilhas não são as mais fáceis, segundo um monitor me informou são 3.7km para conhecer todos os atrativos, fora as escadas, então acredito que caminhamos quase 4km no total. Como em Capitólio o esforço sempre vale a pena, este não seria diferente, o lugar é maravilhoso!



Visitamos os três atrativos, a Cachoeira do Poço Dourado, a Cachoeira do Limite e a Cachoeira do Grito, e posso dizer que vale cada passo. Este foi um dis lugares que a Cacau mais amou, apesar de vários poços, cachoeiras e lugares para nadar (e até ela nadou neste dia), tem bastante trilha e locais secos. Ela ama correr pelas trilhas, subir e descer em pedras, pular desafios, então este foi um passeio perfeito para ela.


No Poço Dourado tem peixinhos nadando, fiz um vídeo do Bob nadando com o cardume, que ficou sensacional!



O local conta com restaurante, piscina, redes para descanso e uma lojinha, e o almoço é um espetáculo a parte, muito gostoso!


O lugar é muito procurado e recebe vários grupo, então se preferir local mais tranquilo deixe para visitar durante a semana.


Preço R$ 45 por pessoa, aberto de terça a domingo.


Mirante da Hidrelétrica

Para os amantes da engenharia e de grandes construções, o Mirante da Hidrelétrica é parada obrigatória. Como sou casada com um engenheiro eletricista, não podia deixar de fazer uma parada.


É possível visitar apenas a área externa, não há visita guiada e não é permitida a entrada, mas a vista de fora vale a visita. Há dois mirantes, um de cada lado da usina, ligados pela estrada que passa sobre a barragem. É possível observar o maquinário, e aproveitei para ter uma aula particular de como uma usina funciona.



A hidrelétrica na verdade fica localizada entre os municípios de São José da Barra e São João Batista do Glória, vale a pena parar na ida ou na volta. Nós paramos na volta, quando já estávamos indo embora.


Gratuito.



Onde comer

A maioria dos atrativos têm restaurantes no local, o que facilita muito a nossa vida, e a comida de todos que provamos, estava maravilhosa! Destaque especial para a comida da Cachoeira da Capivara, da Canela de Ema e da Trilha do Sol.


O restaurante Panorama é delicioso, tem uma linda vista e também é pet friendly.


A Casa Kali é uma ótima opção para lanches, tem uma ótima variedade de hambúrgueres, com opções vegetarianas e veganas, e um atendimento excelente. Pedimos por delivery, mas o local recebe os pets no local também.


A maioria dos estabelecimentos aceitam pets, mas não espere nenhuma identificação de pet friendly, ou potinhos de água pros dogs. Sempre consulte o local que deseja ir, porque mesmo sem ter anunciado que é pet friendly, a chance de seu dog ser bem vindo é grande.


Em todos os lugares que visitamos os pets foram muito bem recebidos, porém não há identificação de pet friendly na maioria deles, então precisei fazer contato e consultar um a um para saber se poderia levar os dogs. O conceito de pet friendly não é muito estruturado na região, mas o mais importante é que sempre fomos recebidos com muito carinho e atenção.


Animais nas ruas

Eu amei Capitólio, mas nem tudo são flores. Fiquei muito triste de ver que na cidade existem muitos animais nas ruas, muito mesmo!


Um enorme número de cães e gatos, que circulam pelas ruas, a maioria sem coleira ou nenhuma identificação. É impossível andar um quarteirão sem ver alguns animais de rua. Existem várias casinhas pelas ruas, o que indica que muitos são cães comunitários, mas ainda que cães comunitários seja um cenário menos pior do que cães totalmente abandonados, sabemos que essa vida está longe de ser a ideal para os animais, que precisam de muito mais do que uma casinha e comida na rua.


Vi também animais utilizando coleira (nenhum com plaquinha de identificação), provavelmente são cães semi-domiciliados, aqueles que até tem uma casa, voltam para casa para comer e dormir, mas vagam livremente pelas ruas. Este é outro cenário bastante preocupante, mas infelizmente muito comum em todo país, especialmente nas cidades menores e próximas a área rurais.


A maioria deles (praticamente todos que vi) não são castrados, o que é um grande problema para saúde e bem estar dos animais e das pessoas. Eu como profissional do turismo eu observo uma necessidade urgente de ações para os animais na cidade, pois tal situação impacta, além de saúde e segurança pública, também no turismo. Como turista, me sinto muito mal ao ver uma cidade tão incrível com tão pouca preocupação com os seus animais. Afinal, não basta ser pet friendly só para os pets dos turistas, é preciso ser “friendly” com os pets da cidade, certo?



Cuidados importantes


- Muito cuidado e atenção com o risco de cabeça d´água. O risco de cabeça d´água é real e existe em todos os locais com rios e cachoeiras. A cabeça d’água acontece quando um grande volume de chuva cai em partes superiores do curso d’água, assim mesmo que esteja um baita sol e tempo aberto no local onde você está, se tiver chovendo mais pra cima, o risco existe. Essa chuva causa um aumento rápido e repentino do nível da água, o que é muito perigoso e pode ser fatal.

Fique sempre atento as orientações dos monitores, procure por locais que contem com profissionais e equipamentos de segurança, questione sobre planos de emergência e esteja sempre atento ao nível da água. Se a água começar a correr mais forte, mais turva (com terra e sujeiras), arrastando plantas e galhos, corra para longe da água. Principalmente com os dogs todo cuidado é pouco. Procure sempre orientação dos funcionários do local. Não se arrisque, é sério!


- Cuidado com o calor. O calor do cerrado não é de brincadeira gente, o sol é bem forte e a maioria dos locais e trilhas têm pouca ou nenhuma sombra, caminhamos quase sempre no sol. Fique sempre atento a temperatura do seu pet, molhe sempre ele, mesmo que ele não goste (como a Cacau), evite deixá-lo muito tempo no sol, não permita que ele se esforce demais, faça-o beber muita água e procure sempre os horários mais fresquinhos do dia. Confira neste post mais dicas sobre cuidados com o calor.


- Utilize sapatos confortáveis e adequados, resista a tentação de fazer os passeios de chinelos, mesmo os mais curtinhos podem ser perigosos. Você vai quase sempre caminhar por pedras, muitas vezes lisas ou mesmo pontiagudas, de chinelos ou com calçados inadequados o risco de queda é grande. Tênis, botas de trilhas são boas opções, e a minha preferida, que usei todos os dias até ficar com a marca de sol no pé, foi a sapatilha aquática, dessas de caminhar no seco na água. Um sapato adequado faz toda diferença na trilha.


- Vou ser repetitiva agora, mas sempre pesquise e tenha contato de veterinários na cidade, é sempre bom estar precavida. Não há hospital veterinário 24h na cidade, achei pet shop com farmácia veterinária e veterinários que poderiam me atender caso fosse necessário.


- Os valores descritos são referente a novembro de 2021, e podem sofrer alterações. As regras pet friendly também podem ser alteradas, então sempre consulte antes de ir.


Na hora de fazer as malas, não deixe de conferir na lista da My Best minha lista de favoritos que não podem faltar na mala dos meus pestinhas: https://mybest-brazil.com.br/lists/18046


Estas são minhas dicas, do que visitei e do que mais gostei, mas ainda tem muita coisa para ver, muita coisa que não tive tempo de conhecer.


Confira mais dicas sensacionais de Capitólio nos blogs:


Se preferir contratar uma agência, com condutores especializados, para acompanhar seu passeio, fale com a Nova Rota Expedições.


Apesar de ainda precisar se estruturar melhor para receber os pets, com certeza Capitólio tem potencial para ser um dos principais destinos pet friendly do país!


 

Gostou do conteúdo?


Você sabia que pode incentivar o meu trabalho utilizando os meus links de afiliados?

Você não paga nadinha a mais por isso e me ajuda a manter o blog, e sempre trazer mais conteúdo legal e gratuito. Topa?


É bem simples, sempre que você for comprar alguma coisa na Amazon, ou fazer uma reserva no Booking, você vem aqui no site e acessa através do meu link. Pronto, você faz a sua compra sem gastar nem um centavo a mais, e apoia o blog. Não é demais?


Vou deixar aqui os links pra facilitar, ok?




Comentarios


bottom of page