CACHORRO GOSTA DE ABRAÇO?



Vamos falar sobre um assunto polêmico?


Hoje, dia 22 de maio é o Dia Nacional do Abraço, então vim falar sobre abraços.


Pra mim é muito difícil resistir e não sair agarrando e espremendo todos os dogs que encontro, sou bem Felícia e amo abraçar, mas me controlo e procuro observar como o peludo prefere interagir comigo.


Nós somos primatas e temos a tendência de demonstrar nosso afeto através de beijos e abraços. Para nós o abraço, além de fazer bem, reduz o estresse, o medo, a ansiedade e a até a pressão arterial. Quando abraçamos alguém que gostamos, e naturalmente isso inclui os animais, liberamos ocitocina um hormônio (considerado o hormônio do amor) que noz traz sensação de bem-estar, de alegria e reforça os laços afetivos. O abraço ajuda até mesmo a reduzir alguns desconfortos físicos, como dor ou fadiga.


Mas e os cães? Será que eles gostam de ser abraçados?


Este é um assunto onde há muitas opiniões diferentes, algum excelentes profissionais defendem que os cães não gostam de abraços, outros dizem que gostam sim, mas acredito que a resposta certa seja: DEPENDE!


Para nossa decepção, muitos cães não gostam de ser abraçados e esmagados :-(

Stanley Coren, especialista em comportamento animal da Universidade de British Columbia, no Canadá, defende que não devemos abraçar os cães. Stanley analisou 250 imagens aleatórias de pessoas abraçando cachorros e percebeu que em 81% das fotos os cães demonstravam sinais de desconforto. Segundo ele “Os resultados indicaram que a internet contém muitas fotos de pessoas felizes abraçando o que parecem ser cães infelizes”.


Clique aqui para ler mais sobre este estudo de Coren Stanley.


De forma geral nossos peludos não gostam de abraços porque se sentem presos. Os cães são animais cursoriais, ou seja, eles têm a corrida como principal forma de defesa. Ao ser abraçado ele é imobilizado e "perde" esta defesa, o que o faz se sentir ansioso e desconfortável.


Abraçar não é um comportamento natural dos canídeos, ou seja, não é da natureza dos cães gostarem de abraçar e serem abraçados. No entanto, o convívio com os seres humanos datam de alguns milhares de anos (alguns estudos sugerem até 30 mil anos), e claro que com isso muitos comportamentos foram adaptados.


Além disso, apesar de existirem características comuns às espécies cada animal é um indivíduo, com uma história de vida e com preferências individuais, ainda que a tendência natural não seja gostar de abraços, alguns sentem-se confortáveis e até mesmo gostam. Ainda que naturalmente o abraço signifique ameaça, os cães podem ficar à vontade com o gesto devido à familiaridade e à confiança desenvolvidas com quem o abraça.


Os cães são excelentes "leitores" de nós humanos, eles identificam nossas expressões faciais e corporais de forma incrível, e estudos mostram que eles procuram nos agradar e ganhar nossa aprovação. Quando o animal reconhece o abraço como um ato de carinho e aprovação ele tende a tornar-se resiliente e "aguentar" o abraço para nos agradar, ainda que não esteja totalmente confortável com a situação.


Outros cães podem gostar dos abraços por sentirem-se seguros e amados, questões fundamentais para seu bem-estar e qualidade de vida. Em geral o abraço costuma ser acompanhado de palavras carinhosas, tom de voz suave e agradável e até de uns gostosos cafunés. Tudo isso forma um "pacote" que demonstra afeto e segurança, o que pode fazer com que o cão sinta-se feliz.


Em minha experiência, como mãe de cachorros e como profissional da área pet, o que percebo é que a maioria das pessoas não sabem identificar quando o animal está ou não gostando. A humanização faz com que a gente atribua aos cães os mesmos sentimentos e sensações que nós sentimos, e isso é um erro. Observar e conhecer o seu peludo é essencial para identificar e respeitar os gostos dele.


Fique sempre muito atento aos sinais corporais, se seu peludo tenta se soltar do abraço obviamente ele não estava gostando, simplesmente respeite. Alguns sinais são mais sutis e devem ser observados atentamente. Bocejar, virar o rosto para o outro lado, lamber o focinho, afastar a cabeça, evitar contato visual, encolher as orelhas, ficar com a boca fechada ou empurrar com as patinhas são alguns sinais de que ele prefere não ser abraçado. Respeite e demonstre afeto de outra forma. Um carinho na barriga ou um suave cafuné atrás das orelhas podem ser ótimos carinhos, se ele gostar é claro.


Aprenda sobre linguagem corporal dos cães, vai ajudar muito no seu relacionamento com seu peludo. Uma ótima dica é o livro "A linguagem dos cães: Os sinais de calma" da autora Turid Rugaas.


Que tal dar uma revisitada nas fotos onde você está abraçando seu cão e tentar observar os sinais e entender se ele realmente está gostando da situação?


Aqui em casa percebo que a Cacau não gosta de abraços, ela deixa isso bem claro, e morde nosso nariz se insistirmos hahahaha. O Bob e a Cindy são bastante tolerantes a abraços, mas preferem só ficar pertinho, encostados, sem se sentirem presos. A Bellinha ama abraços, ela vem e literalmente se enfia debaixo do meu braço, quando a envolvo com os dois braços ela realmente relaxa e até dorme, não tenta sair, na verdade não sai do abraço por nada. Percebe como mesmo sendo da mesma família cada um tem suas preferências?


Uma dica importante é não abraçar cachorros desconhecidos, você não sabe se ele gosta ou não, e ainda que o tutor diga que ele gosta, ele pode gostar de ser abraçado pelas pessoas que conhece e confia e não por um total desconhecido. Pensa que você também não gostaria de estar andando na rua e ser abraçado de repente por uma pessoa estranha, não é mesmo?


face aquarela.png
insta aquarela.png

Fale com a Cãomigo

pelo WhatsApp

WhatsApp_Logo_1.png