top of page

SEU CACHORRO ESTÁ SOFRENDO COM TEMPO SECO?

Com a baixa umidade do ar é comum sentirmos desconfortos, como a boca seca, garganta irritada, sensação de areia nos olhos e pele ressecada, não é mesmo? E você sabia que os animais também sofrem com a baixa umidade do ar?


cachorro pet cães ar seco baixa umidade ar

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), os níveis ideais de umidade do ar são entre 50% e 70%. Quando este índice fica abaixo dos 30% é considerado preocupante. E isso vale também para nossos peludos.


Você já deve ter ouvido que mais da metade de nosso corpo é composto por água, certo? Isso é a pura verdade! Este percentual varia de acordo com a idade, bebês tem em torno de 75% do corpo formado por água, enquanto que pessoas idosas têm em média 50%. Os cães adultos tem em torno de 60% dos seus corpos formados por água, enquanto filhotes chegam a 84%.


Com a baixa umidade do ar afeta nosso organismo e nos deixa mais vulneráveis infecções, vírus, problemas respiratórios e diversas doenças. Pessoas mais sensíveis ou que possuem doenças respiratórias, como bronquite, rinite, asma, são afetadas mais rapidamente. E saiba que os cães também apresentam estas doenças.


A baixa umidade do ar aumenta o risco dos peludos contraírem traqueobronquite canina ou a rinotraqueite felina, doenças que se não tratadas adequadamente podem até mesmo evoluir para uma pneumonia e outras complicações.


Além de problemas respiratórios, a baixa umidade do ar favorece a desidratação e o aparecimento de problemas oculares, como irritações, alergias e até conjuntivite em nossos peludos. Casos de alergias, resfriados e pneumonias são frequentes nas clínicas veterinárias em períodos de tempo frio e seco.


Cães e gatos braquicefálicos, aqueles fofos de focinho achatado, como os buldogues, pugs, shitzus e gatos persa, são ainda mais sensíveis a baixa umidade do ar, e necessitam de ainda mais atenção. O mesmo vale para os filhotes e os idosinhos.


Sintomas para ficar de olho no seu cachorro quando o tempo estiver seco.


  • Observe a respiração do seu cachorro. Quando está calor é comum que os cães fiquem ofegantes, com a respiração mais acelerada, porém ficar excessivamente ofegante, principalmente se não estiver calor e não tiver feito exercício, pode indicar que algo não está bem. Respiração acelerada pode indicar dor, problemas cardíacos, problemas respiratórios, entre outros. Mas também pode ser só excitação ou calor. Fique atento a "chiados", respiração muito "curtinha" ou sinais de desconforto ao respirar. Lembre-se sempre que seu peludo não sabe falar, então é preciso observar todos os detalhes. Na dúvida, converse com seu veterinário.


  • Observe o focinho, as patinhas e a pele do seu dog. Assim como nós podemos sentir nossa pele seca, os cães também podem apresentar focinhos, coxins e pele ressecada, mas não vale lambuzar seu peludo daquele seu hidratante favorito, hein? Existem produtos específicos para os pets, novamente, converse com seu veterinário, ele dirá se há a necessidade e qual usar.


  • Atenção a gripes e resfriados. Sim, os animais também contraem gripe, resfriados e até mesmo tosse. Observe sintomas como cansaço, dificuldade para respirar e tosse. Converse com seu veterinário sobre a necessidade de vacina para gripe e tosse dos canis. Lembrando que tosse nunca deve ser ignorada, pois além de questões respiratórias, tosse também é um sintoma de problemas cardíacos. Se houver tosse procure sempre um veterinário para um check-up e solicite avaliação cardio.


Trouxemos algumas dicas para amenizar os efeitos da baixa umidade e proteger seu cachorro:


- Muita hidratação! Já sabemos que beber água é importante, mas em períodos de tempo seco é essencial! Estimule seu cãozinho a beber bastante água, ofereça sempre, troque a água do potinho várias vezes ao dia, mantendo-a sempre fresca. Durante passeios leve ainda mais água do que está acostumado e ofereça várias vezes ao seu peludo.


- Água de coco e frutas são uma ótima pedida! A maioria dos cães gostam de água de coco e frutas e isso ajuda muito na hidratação. No frio alguns peludos tendem a beber menos água, por isso a atenção com a hidratação deve ser dobrada. Para os dias frios uma água com um "tiquinho" de caldo de carne ou frango deixa a água mais "gostosinha" e estimula a hidratação. Mas nada de caldos industrializados, aquele cubinhos de mercado, hein, apenas água do cozimento de carnes ou legumes, sem condimentos artificiais e temperos como alho e cebola, ok? Para os dias quentes a dica é congelar o caldo de carnes ou mesmo pedacinhos de frutas em forminhas de gelo e fazer gelinhos deliciosos, eles costumam amar! Prefira sempre frutas mais "aguadas" como melancia e melão, e converse sempre com seu veterinário para saber a quantidade ideal para o seu dog, e não exagere, ok?


- Umidificador pode ser um bom aliado. Se a umidade do ar estiver muito baixa, abaixo de 50%, procure umidificar o ambiente onde seu doguinho está. Vaporizadores, toalhas molhadas, vasilhas com água, regar o jardim....tudo isso ajuda a melhorar a qualidade do ar e aliviar o desconforto.


- Evite passeios e atividade física entre 10h e 16h. Neste horário o ar tende a ser mais seco. Evite caminhadas longas e exercícios intensos em dias de ar muito seco, principalmente (mas não somente) se seu peludo tiver o focinho achatado.


- Cuidado com os olhinhos. Como citamos a baixa umidade do ar facilita problemas oculares, fique sempre atento e converse com seu veterinário para avaliar a necessidade de usar um colírio lubrificante. Mas jamais faça isso sem a orientação do vet, hein.


- Aproveite o vapor do seu banho. Essa dica foi sugerida pela veterinária da Cindy, minha anjinha que está no céu, e que tinha bronquite. Quando for tomar banho leve seu peludo para o banheiro com você. O ar úmido, provocado pela água do chuveiro, irá hidratar as vias respiratórias do seu peludo.


cachorro viajando trilha com cães

- TRILHA MOLHADA! No meio da mata a umidade do ar é maior do que nas cidades, então caminhadas na mata, em ambiente sombreado (evite o sol direto em dias quentes) e de preferência com rio ou lago para se refrescar, é o roteiro ideal para fugir do ar seco e poluído. Mesmo em dias frios, de estar na mata e próximo a água, mesmo que sem se molhar, já é um grande alívio para nossos sistema respiratório, já que o ar é mais limpo e úmido.

Bora respirar ar puro e fresco da mata e ainda se divertir de montão? Vem com a gente que a gente te ajuda!


Referências:

Comentários


bottom of page