CACHORRO ECO FRIENDLY

Sustentabilidade e redução de impactos no manejo de cães.

Este texto é para falar sobre um assunto muito importante, sustentabilidade.


No dia 08/07 realizamos uma live muito legal no nosso Instagram sobre sustentabilidade, tivemos uma convidada super especial, a Bruna Guerra da Meio Sustentável, que nos trouxe informações muito importantes sobre como reduzir nosso impacto ambiental.

O conteúdo foi tão legal que transformamos em texto para deixar aqui no blog para você ler sempre que quiser. Se tiver alguma dúvida manda pra gente que a gente responde.


O QUE É SUSTENTABILIDADE?

Sustentabilidade é um termo usado para definir ações e atividades humanas que visam suprir as necessidades atuais dos seres humanos, sem comprometer o futuro das próximas gerações.

Se engana quem pensa que sustentabilidade está relacionado apenas a natureza, a sustentabilidade, é algo muito mais amplo. Um conceito muito utilizado é chamado de tripé da sustentabilidade onde o autor baseou em três fatores que precisam se integrar para que sustentabilidade se sustente: o social, o ambiental e o econômico.


Clique aqui para conhecer mais sobre o tema e os tipos de sustentabilidade.


O QUE FAZER COM O COCÔ?

Recebemos várias perguntas sobre qual destino correto para o cocô dos nossos pets, e a Bruna nos trouxe algumas soluções muito interessantes.

A forma ideal depende do seu espaço, da sua rotina e do quanto pode investir. Vamos listar algumas ideias em ordem de sustentabilidade, começando pela mais sustentável.


Biodigestor

A melhor forma de tratar resíduos orgânicos é transformando-os em algo reutilizável. A natureza nos ensina como fazer isso através da decomposição de tudo o que é orgânico. Exatamente este mesmo princípio é utilizado em biodigestores. Um biodigestor é (resumidamente) um espaço fechado onde a matéria orgânica (cocôs, restos de comida, folhas secas, etc) se compõe através de digestão anaeróbia, ou seja, pela ação de bactérias que não necessitam de oxigênio. Esta decomposição produz biogás e biofertilizantes. O biogás pode ser usado para energia e o biofertilizantes para adubação do solo.

O biodigestor, apesar de ser uma solução fantástica, é de difícil aplicação em ambientes domésticos porque necessita mais espaço, mais resíduos e maior investimento.

É uma excelente solução para hotéis e creches para cães, canis ou fazendas.

Clique aqui para saber mais sobre biodigestores.


Composteira

Para uso doméstico a melhor opção é a compostagem. Criar uma composteira em casa é barato e não requer muito espaço, e você ainda dá um destino correto a todo lixo orgânico da sua casa, não é demais?

Assim como no biodigestor, realizar a compostagem é transformar o lixo em algo reutilizável para a natureza, no caso da composteira o produto é um adubo para o solo.

Atenção: o adubo que for resultado da compostagem de fezes não deve ser utilizado em hortas! Não utilize para adubar o solo onde planta nada para o consumo, como verduras, frutas, chás, temperos. Utilize apenas em plantas ornamentais.

Clique aqui para ver o texto completo sobre compostagem.


Vaso sanitário

É a forma mais fácil de descartar as fezes do seu peludo, apesar de não ser tão boa quanto a composteira, é uma forma correta, pois o dejeto segue para o esgoto. Porém, além de mais conteúdo para o sistema de tratamento de esgotos (infelizmente muitas cidades ainda não tratam 100% do seu esgoto), também tem a utilização de água limpa e potável no momento da descarga.


Saquinhos de papel ou de plástico biodegradável

Quando estamos fora de casa precisamos andar sempre com nosso cata-caca e sempre (sempre mesmo hein!!!) recolher o cocô do nosso dog. Nestas horas precisamos ter sempre a mão algo prático, os saquinhos de papel (melhor ainda se reaproveitar o são de pão) ou saquinhos biodegradáveis são ótimos para carregar na bolsa e ter sempre a mão. Outra dica muito legal é utilizar folhas de árvores.


E nas trilhas?

Uma coisa que ouvimos sempre, mas que não está correto, é que na natureza podemos deixar os cocôs (ou enterrar).

Nas natureza existem outros animais, que podem ser prejudicados pelas fezes dos nossos peludos. Nossos pets tomam remédios, recebem vacinas, comem alimentação industrializada, tomam vermífugos, e tudo isso pode impactar o ambiente. Outros animais podem ingerir estas fezes, elas podem contaminar as plantas e o solo do local. Portanto, mesmo em trilhas e locais de natureza, o ideal é recolher as fezes e dar o destino correto.

Evitem utilizar saquinhos de plástico, são as piores opções.



Para nossos amigos gatinhos valem as mesmas regras, compostagem e quando não for possível, vaso sanitário. A diferença é que os felinos precisam das suas caixinhas de areia, então vamos optar por areias que possam ser jogadas na composteira ou vaso sanitário. Existem algumas opções caseiras, como a dica de uma amiga, de utilizar o fubá no lugar da areia (pode ser farinha de mandioca também), é uma boa solução, mas fica um pouco mais caro.

O site Cachorro Verde tem opção muito legal para o banheiro do seu gatinho, confira aqui.


E NA HORA DOS BANHOS?

Uma dica simples, mas essencial, é desligar o chuveiro enquanto ensaboa o seu peludo e não demorar demais no banho. Importante é não desperdiçar água.

A escolha dos produtos também é importante, evite o excesso de produtos, fique somente com o necessário, o planeta e seu bolso agradecem. Procure optar por produtos que não utilizem parabenos e petrolatos (acredite, muitos produtos de banho contêm derivados de petróleo), que sejam veganos e de empresas que não realizam testes em animais.

Lembre-se de higienizar as patinhas sempre que chegar da rua, existem no mercado ótimos produtos de banho a seco, mas você também pode utilizar uma mistura de água e sabão neutro e passar com um paninho, enxaguando e secando bem depois.

Evite o uso de lenços umedecidos, apesar de práticos eles geram muito lixo. O planeta agradece!

E atenção! Não utilize álcool, alvejantes, desinfetantes nas patinhas dos cães!!!!


NA HORA DO ADEUS

Um assunto muito triste e difícil de abordar, mas que precisa ser discutido, é quando o animal cruza a ponte do arco-íris e se torna estrelinha.

Neste momento a cremação é o mais indicado, enterrar o animal pode trazer contaminação ao solo e lençóis freáticos.

Existem empresas especializadas em cremação, algumas até que transformam as cinzas em adubo e entregam junto com uma mudinha de planta, e bio urnas que podem ser plantadas gerando uma nova vida.


VAMOS REPENSAR O CONSUMISMO?

Uma das muitas coisas que os animais nos ensinam é a simplicidade.


Repensar nossos hábitos não é uma tarefa fácil, vivemos em uma sociedade onde somos incentivados a consumir cada vez mais, e muitas vezes somos julgados pelas coisas que possuímos, e isso se estende também aos nossos peludos.

Será que eles precisam mesmo de um guarda-roupas tão cheio? Será que precisam ter 15 coleiras só para ter sempre a coleção nova daquela marca famosa?

Evitem roupinhas e acessórios que utilizem plástico, glitter então nem pensar hein!


Quando possível procure por roupas de tecidos naturais e ecológicos. Evite o acúmulo, doe as coisas que não utiliza mais, isso vale pra nossas coisas humanas também. ONGs e abrigos precisam sempre de doações de roupinhas, camas, cobertores, coleiras e guias, que tal fazer aquela limpeza e separar umas coisas pra doação?


Que tal optar por comedouros de alumínio que são mais sustentáveis, além de mais higiênicos, que os de plástico? Evitar o plástico sempre que possível é uma excelente escolha!


Procure por brinquedos duráveis, que não virem lixo no primeiro dia de uso, o barato pode sair bem caro para o planeta. Uma ótima ideia é reaproveitar materiais que você já tem em casa para divertir seus pets. Que tal fazer brinquedos para seus dogs com materiais reutilizados?

No Instagram da Lu Vilela @eucoveeoscachorros você encontra um monte de dicas ótimas!!!


Atenção a separação do lixo! Durante o processo de reciclagem existem várias etapas, a primeira delas é separação do lixo. Esta etapa é extremamente importante pois se o lixo for descartado de forma incorreta ele poderá acabar indo para bueiros, rios e mares. Mesmo indo para os aterros sanitários eles ficarão lá por muuuuitos anos até sua decomposição. Embalagens de ração, de petiscos, de brinquedos, e alguns brinquedos, costumam ser de de material reciclável. Então bora separar e destinar corretamente, ok?


Saiba mais sobre a importância da reciclagem clicando aqui.


Nossas escolhas fazem a diferença no planeta. Como consumidores temos a oportunidade, e a responsabilidade, de escolher empresas que se preocupam com o meio ambiente e com a sociedade.

Procure conhecer suas marcas preferidas, conheça seus valores organizacionais, pesquise quais ações sociais e ambientais ela apoia, se não tem problemas com trabalho infantil, exploração de animais, desmatamentos ilegais. Apoie e compre de micro e pequenas empresas, apoie o comércio local. Compre produtos de ONGs (tenho camisetas lindas) para incentivar projetos sociais. Todas estas ações contribuem para um mundo melhor.


Nossa! Falamos sobre muitas coisas nesta live, e olha que resumi super neste texto, então pra conhecer mais sobre sustentabilidade acesse o site meiosustentavel.com.br e acompanha nas redes sociais que tem muita informação legal.


Agradeço muito a Bruna, que além de linda e simpática, nos ensinou coisas muito importantes. Obrigada Bruna!


face aquarela.png
insta aquarela.png

Fale com a Cãomigo

pelo WhatsApp

WhatsApp_Logo_1.png
mi-au.jpeg